Programação de Máquinas MultiTarefas MTM com GibbsCAM na Beistel

A Beistel Machining, Inc. utiliza o  GibbsCAM MTM para máquinas MultiTarefas de peças complexas e VoluMill para acelerar o tempo de usinagem.

Brent Beistel iniciou na profissão de corte de metais varrendo os pisos e limpando cavaco em uma oficina de máquinas MultiTarefas, logo após completar o ensino médio. No entanto, o talento de Beistel para produzir peças eventualmente o levou a dirigir o departamento de torno na empresa.

“Dentro de um ano ao assumir e configurar os tornos, eu estava programando todos eles diretamente na máquina MultiTarefas“, disse Beistel. Embora a empresa empregasse um programador, Beistel queria aprender a fazê-lo por conta própria. “Além disso, não estudei para programar o tempo todo”.

Esse cenário mudou depois que ele lançou sua própria empresa, Beistel Machining Inc., Donora, Pa., E comprou sua primeira máquina-ferramenta CNC, um centro de usinagem vertical Doosan DNM 400. A Beistel comprou a máquina MultiTarefa da Allegheny Machine Tool Systems Inc., McMurray, Pa., Que também é revendedora de software da GibbsCAM pela 3D Systems Inc., Moorpark, Califórnia. Beistel disse que apreciava poder confiar em uma empresa local para qualquer suporte necessário com o software.

maquinas MultiTarefas
Brent Beistel instalou o software GibbsCAM na Beistel Usinagem depois de comprar a primeira máquina CNC da fábrica.

O Beistel começou com a opção de fresamento de produção GibbsCAM, pois ele precisava do um software apenas para o VMC. À medida que a fábrica crescia, ele adicionou opções como as de gerenciamento de paletes e MTM (usinagem multitarefa).

Em um único programa, Beistel disse que o gerenciamento de paletes economizou até 6 horas de tempo de programação. O trabalho exigiu sete compensações diferentes para cada lado do palete de quatro lados para um total de 28 deslocamentos. Em vez de programar cada parte individual em cada lado individual do palete, a opção permite programar uma parte e duplicá-la em toda a lápide. “Isso também reduziu as compensações de trabalho de 28 para sete”, disse ele.

Beistel acrescentou que o GibbsCAM tem uma reputação de ser fácil de usar. Lembrou-se de escrever alguns programas e fazer peças com eles no primeiro dia em que obteve o software, mas o MTM é o componente mais complexo do pacote. “Somente porque há tanto que você pode fazer”, disse ele, acrescentando que a MTM permite que a fabrica produza  peças em uma configuração que antes precisava três ou quatro. “Você está usando tudo o que o GibbsCAM oferece em uma máquina MultiTarefa”.

Em um aplicativo MTM, a Beistel disse que sua empresa produziu peças completas em duas operações em uma máquina multitarefa que normalmente exigiria duas operações de torno e duas operações de fresagem. Depois  de facear e mandrilhar o  diâmetro interno na primeira operação, a segunda operação envolveu o carregamento da peça em um mandril, torneando o diâmetro externo, a fresagem cilíndrica (eixo C), a flange, efetuandoa furação dos furos descencentralizados e inscrevendo as iniciais da empresa na parte externa da flange.

Um elemento do pacote CAM que tem aplicabilidade universal em toda a fabrica é a opção da ferramenta VoluMill, enfatizou Beistel. De acordo com as tecnologias Celeritive baseadas em Moorpark, o desenvolvedor do software, o VoluMill funciona perfeitamente dentro do GibbsCAM e permite uma capacidade de alta capacidade de remoção de materiais para ajudar os usuários finais a criar caminhos de ferramentas rápidos e eficientes para fresamento. O processo leva automaticamente em consideração a melhor opção para fresar as cavidades, incluindo a velocidade da ferramenta que entra no material e seu avanço.

“Eu tenho usado isso há 4 ou 5 anos”, disse Beistel, “e é absolutamente – de longe – a melhor coisa que usamos”. Ele estimou que a VoluMill pagou seu custo aproximado de US$ 2.500 em cerca de 2 meses. Agora, no entanto, a opção é gratuita com cada nova licença de fresamento GibbsCAM.

maquinas MultiTarefas
Com a opção MTM da GibbsCAM, a Beistel Usinagem completou esta parte em duas operações em uma máquina multitarefa que normalmente exigiria duas operações de torno e duas operações de fresagem.

Embora ainda seja necessário pagar pelos usuários finais, a Beistel disse que é aconselhável incluir a manutenção com o software CAM. A manutenção permite  que as fabricas recebam atualizações e suporte de software, que incluem edição pós-processador, sem custo adicional.

Quando a Beistel precisa de uma nova função, ele verifica na biblioteca de pós processadores do revendedor para uma série de máquinas MultiTarefas diferentes. Se a Beistel verificar que um pós processsador poderia ser melhorado, ele envia um e-mail para o departamento de pós processador do GibbsCAM com o documento de publicação e o documento de definição da máquina MultiTarefa anexado e uma descrição do que ele precisa. Por exemplo, ele precisou  ativar o ar comprimido em uma máquina multitarefa para limpar os cavacos do mandril antes de transferir para o sub spindle do mandril.

“Com certeza, eles resolveram o pós processador, eu ajustei o programa e o ar comprimido foi utilizado”, disse Beistel