A Engenharia Concorrente ou Simultânea, surgiu com o avanço da sociedade trazendo novas tecnologias e produtos cada vez mais complexos resultando no lead time para desenvolvimento de produtos. Ocorre então o aumento da competitividade empresarial, com produtos lançados cada vez mais rápido, espaços de tempo curto para a grande complexidade de projetos. Então no início dos anos 80, surgiu uma das soluções que foram adotadas por várias empresas, foi o aumento do paralelismo das atividades de desenvolvimento, ou seja, tornar mais próximo possível as atividades realizadas para criação de produtos diferentes. Na maior parte esses processos eram realizados somente nos pós aprovação do novo produto. Essas atividades foram reformuladas para que pudessem ser iniciadas antes mesmo do ciclo que o produto passa antes de ser aprovado.

Foi então em 1982 que a DARPA (Defense Advanced Research Project Agency) iniciou um estudo sobre maneiras de aumentar paralelismo das atividades de desenvolvimento de produtos. Esse trabalho resultou no termo conhecido como Engenharia Simultânea, e a partir desse estudo foram realizados novos estudos que vieram para ajudar no desenvolvimento desse termo e de seus métodos.

DEFINIÇÃO DE ENGENHARIA RECORRENTE

Na publicação do seu estudo, em 1988, a DARPA definiu engenharia simultânea da seguinte forma:

"Engenharia Simultânea é uma abordagem sistemática para o desenvolvimento integrado e paralelo do projeto de um produto e os processos relacionados, incluindo manufatura e suporte. Essa abordagem procura fazer com que as pessoas envolvidas no desenvolvimento considerem, desde o início, todos os elementos do ciclo de vida do produto, da concepção ao descarte, incluindo qualidade, custo, prazos e requisitos dos clientes." (WINNER et al., 1988 apud PRASAD, 1996).

Depois da publicação da DARPA sobre Engenharia simultânea, surgiram diversas outras definições. O que tornou o conceito mais extensivo, incluindo cooperação entre todos os envolvidos no desenvolvimento, incluindo recursos computacionais (CAD; CAE; CAM; CAPP; PDM) e aplicação de metodologias.

Todas as definições estão corretas, porem cada empresa deve pensar no modelo que adéqua melhor a sua situação atual e pensar em qual seus escopos de projeto.

USO DA ENGENHARIA SIMULTÂNEA

A engenharia simultânea ou concorrente pode ser usada para realização de projeto para manufatura (DFM) e de projeto para montagem (DFA). Quando o desejo é realizar a integração do planejamento do processo de produção ao produto, visando reduzir custos e simplificar a fabricação de um componente, peça ou sistema, tem-se então o projeto voltado para a manufatura (DFM).

As regras das diretrizes da DFM, aplicadas ao projeto, estão listadas abaixo:

Os objetivos do projeto voltado para montagem (DFA) são:

COMO AS FERRAMENTAS CAD, CAE, CAM E CAPP AUXILIANDO NA ENGENHARIA SIMULTÂNEA

Sem Engenharia Simultânea:

Com Engenharia Simultânea:

Apenas aplicar as soluções de engenharia não quer dizer necessariamente melhoria no ciclo de desenvolvimento em engenharia simultânea, sem a devida gestão os resultados são apenas aumento de produção nas operações separadas, existe a necessidade de fazer a empresa “conversar” entre setores e etapas da produção. Desta forma não resultando em ganhos significantes, pois o retrabalho e perdas vai continuar existindo, devido a erros de projeto.

A integração dessas ferramentas tecnológicas (CAD, CAE, CAM e CAPP) proporciona a interação entre engenharia e projeto – projeto e processos, respectivamente, facilitando a comunicação entre os membros da equipe de projeto.

As informações são melhores aproveitadas do projeto para a engenharia e para o processo, o que permite realizar a simulação mais rapidamente e definir o processo de acordo com as alterações realizadas nas simulações. O uso desse sistema permite a integração, facilitando modificações pontuais na engenharia, no projeto e no processo, mantendo o trabalho que já foi realizado anteriormente.

A integração feita via features viabiliza a automação ou a semi automação das modificações entre as etapas do ciclo de desenvolvimento. Pacotes de CAE, CAD ou CAPP que possuam sistemas especialistas do tipo DFMA são capazes de fazer contínua avaliação do projeto desde a sua fase de concepção, por meio de mecanismos de avaliação da manufaturabilidade. A automação e a integração, dentro do escopo da engenharia simultânea, resultam em melhores desempenhos individuais nas atividades do ciclo de desenvolvimento e em reduções de tempo e de custo no processo projetivo como um todo.

A ENGENHARIA CONCORRENTE E SIMULTÂNEA

A Engenharia Simultânea é um plano industrial que tem sido utilizada para reduzir o tempo de desenvolvimento de produtos, unir esforços de diversos profissionais com diferentes especialidades, que trabalham em grupos de forma cooperativa, sendo que para sua implantação torna-se necessário o entendimento a fundo das ferramentas que integram a estrutura do desenvolvimento de produto, fazendo com que seu lead time seja sensivelmente reduzido.

As empresas que buscam sobrevivem no mercado atual tem que ser flexíveis para que possam se adaptar as mudanças que estão ocorrendo e assim conseguirem inserir novos produtos no mercado de forma rápida, mas não deixando a qualidade de lado. Para ter sucesso no mercado o seu produto precisa atender as necessidades e expectativas do cliente.

A maior vantagem é competitiva, levando em consideração que com a engenharia simultânea a empresa consegue produzir produtos cada vez melhores, mas também reduzir significativamente o seu tempo de desenvolvimento. Fazer com que todas as etapas da produção interajam entre si é essencial para a empresa ter sucesso e executar com maestria a engenharia concorrente ou simultânea.

Fresamento em 5 Eixos para Ferramentaria ou Produção

Com o software Cimatron, você ganha inúmeros benefícios para fresamento em 5 eixos, como por exemplo:

  • Redução do tempo de usinagem e melhora na qualidade.
  • Automação flexível.
  • Fabricação com confiança usando a simulação de máquinas.
  • Pós-processadores para quaisquer máquinas e comandos CNC.

 

Complete qualquer trabalho de 5 eixos

Os fabricantes de hoje são desafiados com a tarefa de fabricar uma grande variedade de peças complicadas em pequenas séries de produção.

Dessa maneira, a chave da lucratividade depende da obtenção de resultados de usinagem perfeitos na primeira tentativa.

Isso significa programação eficaz, ou seja, tempo curto de configuração de engenharia e segurança, caminhos de ferramenta eficientes.

O Cimatron 5 Eixos oferece a você a confiança de saber que o que você vê na tela é exatamente o que a máquina irá produzir.

Cimatron Fresamento 5 Eixos pode programar qualquer trabalho, incluindo:

  • Impulsores, turbinas, lâminas e rotores
  • Portos e Entradas
  • Moldes de borracha
  • Peças complexas
  • Ferramentas de corte
  • Peças estruturais aeroespaciais
  • Próteses dentárias e médicas
  • Padrões e modelos
  • Micro fresagem

Ferramentas CAD integradas poderosas

O modo CAD integrado com recursos de superfície robusta permite que o programador NC otimize a usinagem adicionando superfícies e contornos e corrigindo facilmente os problemas de geometria cobrindo furos, aplicando sketchers, arredondamentos e extensões de superfície, bem como guiando por curvas e splines.

 

Rica Biblioteca de Estratégias de Usinagem para fresamento em 5 eixos

O fresamento em 5 eixos do Cimatron inclui uma grande biblioteca de estratégias de usinagem, portanto, suporta uma gama completa de fresas - incluindo cônica, pirulito e wodruff, e permite:

  • Desbaste com fresamento em 5 eixos seguro em qualquer forma de ações com o tempo de ciclo curto.
  • Estratégias flexíveis para corte de acabamento de 5 eixos de alta qualidade.
  • Inclinação de 5 eixos (Tilt) para usinagem de geometrias complexas com ferramentas cônicas curtas.
  • Fresamento de contorno de 5 eixos e furação.
  • Gravação de texto em 5 eixos.
  • Micro fresamento (micro-usinagem) em 5 eixos para peças eletrônicas e médicas em miniatura.

O equilíbrio certo de automação e controle manual

 

O Cimatron oferece automação de programação rápida para fresamento em 5 eixos.

Como resultado, permite que os usuários usem um conjunto de parâmetros avançados para controlar a estratégia e as condições de usinagem, incluindo orientação da ferramenta, área de afastamento, entradas e saídas, conexões entre passos e camadas, prevenção de colisões e movimentos de conexão entre operações.

Para que se possa economizar tempo de programação ao usinar uma família de peças, como lâminas, entradas, impulsores, etc, o fresamento em 5 eixos Cimatron inclui aplicações dedicadas, bem como, a capacidade de salvar e carregar modelos e templates de processo de usinagem definidos pelo usuário.

 

Prevenção de Colisão Efetiva para fresamento em 5 Eixos

Com funcionalidade de prevenção de colisão integrada altamente versátil, a Cimatron permite verificar a colisão da ferramenta, da haste e do suporte de vários estágios contra relação a peça, o material bruto, os acessórios e a máquina, então gera movimentos seguros e suaves da ferramenta e apresentando:

  • Margens de segurança definidas pelo usuário de material bruto e acessórios.
  • Modificação automática da orientação da ferramenta.
  • Remoção de movimentos problemáticos.
  • Retrocesso da ferramenta ao longo do eixo da ferramenta ou em qualquer direção.
  • Mudança suave da orientação da ferramenta (inclinação / guia ) para evitar colisão.

Simulações Avançadas de Usinagem

 

Para gerar caminhos de ferramenta eficientes que são executados com segurança, o Cimatron simula realisticamente o processo de usinagem, assim, pode-se visualizar os movimentos da ferramenta no ambiente real do centro de usinagem CNC, incluindo:

  • Visualizar a cinemática da máquina
  • Detecção de colisão
  • Simulação de remoção de material
  • Simulação de estoque remanescente
  • Verificação do caminho da ferramenta com base na saída do pós-processador

Pós-processadores para quaisquer máquinas e comandos CNC

Uma rica biblioteca de pós-processadores é oferecida para as principais máquinas e comandos CNC de 5 eixos.
O pós-processador Cimatron, de última geração, pode ser facilmente customizado, assim, pode atender a qualquer necessidade tecnológica e aplicativa específica.

Com o fresamento de 5 eixos Cimatron, podemos lidar com todos os tipos de geometrias com estratégias de usinagem otimizadas.

A flexibilidade e o poder dessa ferramenta nos permitem produzir rapidamente os caminhos de ferramentas mais complexos , ao mesmo tempo em que melhorar nossa produtividade.

Ou seja, otimiza a produção em todos os aspectos.

 

 

Sobre a Cimatron / 3DSystems

Com mais de 35 anos de experiência e mais de 40.000 instalações em todo o mundo, a Cimatron é uma provedora líder de soluções CAD / CAM integradas para fabricantes de moldes, ferramentas e matrizes, bem como fabricantes de peças discretas.

A Cimatron está empenhada em fornecer soluções abrangentes e econômicas que agilizam os ciclos de fabricação, permitem a colaboração com fornecedores externos e reduzem o tempo de entrega do produto.

A linha de produtos 3DSystems inclui as marcas Cimatron e GibbsCAM com soluções para projeto de moldes, projeto de matrizes, projeto de eletrodos, fresamento de 2,5 a 5 eixos, corte a fio EDM , giro, fresamento rotativo, usinagem multitarefa e usinagem de tombstone.

As subsidiárias e a extensa rede de distribuição da Cimatron atendem e dão suporte a clientes nos setores automotivo, aeroespacial, médico, de consumo, plástico, eletrônico e outros setores em mais de 40 países em todo o mundo.

Rua Prof. Altamir Gonçalves, 87
Jardim Gonçalves – Sorocaba/SP
CEP 18016-480
Horário: de segunda à sexta, das 8h às 12 e das 13h às 17h, exceto feriados.
© 2021 Fit Tecnologia. Todos os direitos reservados.
crosschevron-down